Editorial: “Sacrifícios”

“Sacrifício é uma das palavras mais repetidas nos últimos tempos. No discurso político do Governo, mas também entre os economistas. Para viver melhor no futuro, é preciso pagar agora, através de um acréscimo na carga fiscal, de aumentos nulos ou muito moderados nos rendimentos do trabalho, da contenção no consumo e da manutenção de uma taxa de desemprego elevada. Com variações no dramatismo, dependendo daquilo que cada Executivo considera, em cada momento, ser mais conveniente em matéria de gestão de expectativas, é neste enquadramento que o país tem progredido, de forma débil, praticamente desde que aderiu ao euro. As baixas taxas de juro e o recurso ao crédito sustentaram algumas ilusões, mas a realidade de um país vivendo acima das suas possibilidades impôs-se, sem apelo, nem agravo. As comparações são dolorosas e os estudos da Comissão Europeia fustigam as convicções do mais optimista dos cidadãos. Entre os mais recentes, há conclusões elucidativas. Por exemplo, o peso dos salários sobre o produto interno bruto (PIB) é, em Portugal, o mais elevado entre os 12 países que integram a zona euro, valendo mais de 73 por cento daquele indicador. Isto é, o rendimento médio de um cidadão português representa sensivelmente dois terços da média europeia mas, em relação à riqueza gerada pelo país, deveria ser ainda mais baixo. Noutra frente, Bruxelas veio anunciar que, em 2006, por cada euro investido em Portugal o retorno será de 7,5 por cento, rendibilidade que ser a mais baixa da Europa, onde os campeões serão os irlandeses, com um retorno de 14 por cento. Para finalizar, a Comissão decidiu efectuar um balanço do progresso económico dos países-membros da «eurolândia» desde o lançamento da moeda única. Se tem o palpite de que Portugal foi a nação que menos cresceu desde essa data, em comparação com os restantes pioneiros do euro, adivinhou. Os sacrifícios vão prosseguir. O retorno chegará a tempo?”

in DECERTO, João Cândido da Silva, Director do Dia D, suplemento do Público, 1 de Dezembro de 2006

Anúncios

0 Responses to “Editorial: “Sacrifícios””



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s





%d bloggers like this: