“Coisas fixes”

“Numa manifestação de estudantes, um jovem de 13 anos, inspirando-se no ‘Gato Fedorento’, empunhava um cartaz: “queremos tipo coisas fixes”. A auto-ironia, sinal de inteligência apurada, é uma excelente resposta a um país deprimido com os seus jovens, submerso em reportagens e textos de auto-ajuda, colunistas do Apocalipse e telepsicanilistas. Os jovens hoje são ignorantes, escrevem com abreviaturas e não se movem, como no passado, por grandes causas. É o que se diz no intervalo de cada novela. E, no entanto, se olharmos com atenção, querem o mesmo que queriam os seus pais: coisas fixes.

Toda a gente vive angustiada com esta juventude sem rumo. Os pais não têm tempo para os filhos. Como se antes passassem horas de brincadeira, aventura e descoberta com eles. Os filhos levam uns sopapos na escola, a que se deu o pomposo nome de “bullying”. Como se antes reinasse a paz e a harmonia entre os colegas. Os adolescentes apanham grandes bebedeiras de noite. Como se antes bebessem Caprissumo. E os jovens querem “tipo coisas fixes”, como se antes quisessem disciplina ou procurassem as causas das suas vidas. A escola portuguesa é medíocre. Como se antes fosse um espaço de excelência onde pululavam mestres inesquecíveis.

Para percebermos os adolescentes, não precisamos de muito. Basta recordar a nossa adolescência e acrescentar-lhe quatro coisas: computador em casa, escolas com gente de todas as classes, a certeza de que no futuro nada está seguro e pais angustiados com medo de falhar. É tudo tão simples como sempre foi, tão doloroso como a adolescência sempre foi: querem coisas fixes e as coisas fixes não acontecem.”

 Por Daniel Oliveira in Expresso (01-12-06)

Uma coluna simples, eficaz e inteligente. Sobretudo se compararmos com a coluna da Visão de Pedro Norton (da mesma semana) que não parece não ter qualquer ideia de onde feio o “fenómeno coisas fixes”. A coluna de Daniel Oliveira demonstra-nos que o autor sabe do que fala, fazendo de uma forma muito perspicaz.

Anúncios

0 Responses to ““Coisas fixes””



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s





%d bloggers like this: