Notícia do Público

HOMEM PROPOSITADAMENTE SÓ

Como se fosse um símbolo da crise política de 2004, Pedro Santana Lopes escolheu a solidão para cenário do lançamento do seu livro 2004 – Percepção e Realidade. Na requintada biblioteca do Grémio Literário em Lisboa, onde Eça de Queirós costumava ir ler as Fleurs du Mal ou os últimos jornais vindos de Paris, o homem a quem sempre se apontou uma grande apetência para festas proporcionou a mais discreta das cerimónias. Nem a presença da sua editora, Zita Seabra, estragou a imagem de homem só.

Todo o livro é, afinal, um produto exclusivo do seu autor: além do corpo principal que constituem as 424 páginas do livro, foi também Pedro Santana Lopes quem escreveu o prefácio e foi também ele quem o apresentou. E mesmo a capa – um difuso 2004 escrito a azul escuro sobre preto, com as palavras “percepções” e “realidade” a vermelho, sem fotografia – se não é da sua autoria, é do seu filho Gonçalo, designer profissional.

 Convidados a poucas horas da cerimónia, os jornalistas compareceram em peso e houve até directos televisivos a partir do palacete do fim do século XIX. E questionaram o autor sobre o timing escolhido, por acontecer no dia seguinte ao encerramento do congresso do PS. “É uma coincidência boa, porque galvaniza o interesse na política, mas, quando comecei a escrever o livro, em Dezembro de 2005, não sabia que ia haver congresso do PS”, respondeu Santana.

Facto é que o livro ficou pronto “quando deveriam ter ocorrido – se o prazo constitucional tivesse sido respeitado – as eleições legislativas”, e esse era o timing que interessava a Santana Lopes. E o lançamento ocorre a meio caminho entre essa altura e os dois anos de dissolução da Assembleia da República por Jorge Sampaio, em 30 de Novembro de 2004. Foi nisso que o autor se quis concentrar na cerimónia. Nada mais.

Depois da apresentação sumária de ontem à imprensa, os cinco mil exemplares editados pela Alêtheia Editores chegam hoje Às livrarias, podendo transformar-se num sucesso de vendas, hipótese que o autor não descarta. Zita Seabra, a editora, mostrava-se ontem satisfeita com o resultado e não afastava a hipótese de uma rápida segunda edição.

Questionada sobre a dificuldade em concluir este trabalho, a também deputada do PSD foi clara: “O ideal para as editoras são os autores mortos e sem viúvas. Os vivos estão sempre a fazer alterações.”

Leonete Botelho in Público, 14 de Novembro 2006

Esta notícia faz parte da cobertura feita pelo jornal Público, no passado dia 14, ao lançamento do livro de Pedro Santana Lopes. Aliás, uma excelente cobertura feita àquele que foi o destaque do dia. Cativou-me em especial a notícia mais curta, por Leonete Botelho, à qual conseguiu dar um titulo bastante interessante, e que capta indubitavelmente a atenção do leitor. Leva qualquer um a questionar o porquê da solidão de Pedro Santana Lopes. É desde logo dada aqui uma perspectiva diferente da que é dada na restante abordagem ao acontecimento. Ao longo da notícia vão sendo apresentadas as razões de tal solidão: “escolher a solidão para cenário de lançamento…”, “a mais discreta das cerimónias”, “…a imagem de homem só. Propositadamente só.”. No segundo parágrafo demonstra o carácter pessoal e exclusivista do livro em relação ao autor. São pormenores que talvez pudessem escapar, mas que são, na verdade, importantes. Em seguida é feita uma descrição da cerimónia, acrescentando algumas citações de Santana Lopes, o que acaba por enriquecer toda a ideia desenvolvida à volta do “timing” do lançamento do livro. Finaliza, perspectivando relativamente ao sucesso de 2004 – Percepções e Realidade. Considero, então, ser este um bom exemplo de jornalismo, sendo que a ideia está toda ela muito bem construída, e cumpre as regras essenciais.

Anúncios

0 Responses to “Notícia do Público”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s





%d bloggers like this: