Análise de Notícia do Público

NOTÍCIA NO PÚBLICO

Imagens enviadas a um agente infiltrado
Canadiano detido duas horas depois de violar uma criança em directo na Internet

03.11.2006 – 09h46 Lusa

Um homem de 34 anos foi detido na região de Toronto, no Canadá, duas horas depois de ter violado uma criança e de ter transmitido as imagens em directo pela Internet.

A detenção ocorreu no domingo passado, mas só hoje foi divulgada pela polícia.

Segundo um porta-voz da polícia canadiana, o homem, cuja identidade não foi revelada, estava a ser investigado desde Janeiro deste ano, pouco antes de ter enviado ao agente infiltrado Paul Krawczyk uma série de fotografias pornográficas com a criança. No mês passado, voltou a enviar pornografia infantil através da Internet ao mesmo agente.

Em conferência de imprensa, Krawczyk considerou tratar-se de um caso sem precedentes e o primeiro em que a polícia canadiana detém uma pessoa por transmissão em directo da violação de uma menor. O detective da polícia de Toronto classificou as imagens da violação como “nojentas” e disse que teve “vontade de vomitar” quando o acusado começou a transmitir as imagens.

A polícia conseguiu rastrear a origem das imagens poucos minutos após o início da emissão e duas horas depois deteve o indivíduo em sua casa, na localidade de St.Thomas, a 180 quilómetros a sudoeste de Toronto.

O Público apresenta um lead muito conciso e explícito, não exagera na quantidade de elementos a apresentar sobre as forças policiais e sobre o agente destacado para o caso e não faz parágrafos demasiado longos, sabendo também manter a atenção do leitor. O segundo parágrafo poderia estar ligado ao lead, mas a separação é uma forma muito eficaz de chamar a atenção para a data em que o acontecimento teve lugar.

As fontes estão claramente identificadas e percebe-se claramente todo o acontecimento, mesmo com as referências a ocorrências passadas, que poderiam fazer com que o leitor se confundisse. Também claras são as indicações espaciais e geográficas, que primam por um nível de detalhe que permite rapidamente situar o crime. Note-se também que a indicação mais precisa vem no fim da notícia – de facto, ao contrário de ser negativo, isto apenas permite que a inclusão de dados muito exactos possa existir sem sobrecarregar o lead com informação excessiva e que a referência ao Canadá supre no princípio da notícia.

Pode portanto afirmar-se que o artigo do Público, é de boa qualidade jornalística e cativante para o leitor, tendo usado a notícia da agência Lusa de forma eficaz e interessante.

Anúncios

0 Responses to “Análise de Notícia do Público”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s





%d bloggers like this: